Website Builder Free Web Templates Website Templates Web Design

Sua vida é CORRERIA ? Então, CORRA para VIVER!!!

Conduzindo a tocha olímpica

*Peterson Foca Lima

O primeiro impacto que senti ao receber a notícia de que seria um dos condutores da tocha olímpica foi a surpresa. Fiz a inscrição sem acreditar que aquele sonho poderia se tornar realidade. Mas deu certo. No próximo dia 21 conduzirei do principal símbolo dos Jogos Olímpicos pelo município de Osasco, na Grande São Paulo, escolhido pela Nissan, um dos patrocinadores.

Incrível poder fazer parte de uma história que começou Antes de Cristo, com disputas na Grécia que representavam homenagens aos deuses do Olimpo, e que veremos continuar em nosso país, no Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos.

Mas, como professor de educação física e ultramaratonista, portanto amante dos esportes – mesmo me sentindo honrado pela oportunidade única – lembro que a realidade no Brasil está muito longe do glamour das cerimônias que estão sendo preparadas para o evento e das incríveis obras de arquitetura e infraestrutura – alguns elefantes brancos, inclusive – realizadas para a competição.

Fico emocionado pela oportunidade de conduzir a marca maior dos Jogos Olímpicos, fazendo parte da história, mas, na verdade, sonho e acredito que o país-sede das disputas em 2016 poderia iniciar uma nova etapa com mais investimentos e incentivo à prática de todos os esportes

Poderíamos ter um programa para levar a história das Olimpíadas, junto com a tocha olímpica, professores e instrutores esportivos a todos os cantos do país, principalmente para aquelas regiões que não fazem parte do atual roteiro que faremos. Seria um estímulo às crianças e jovens, uma maneira de mostrar a real importância do esporte, criar um ânimo. Se em um local visitado uma criança decidir por iniciar a prática de atividade física, em um país em que poucos praticam, já teríamos alcançado nosso objetivo.

O sedentarismo, mal que mais mata no Brasil, já foi atestado por estudo do Ministério dos Esportes em 2015, apontando que quase metade da população brasileira entre 14 e 75 anos (45,9%) não pratica nenhum tipo de atividade física. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é considerado ativo quem pratica atividade física, com duração mínima de 30 minutos, pelo menos três vezes por semana.

O pouco de interesse das pessoas em se exercitar pode ter muitas justificativas, mas o governo brasileiro precisa fazer sua parte e quando for escolhido como sede de grandes eventos esportivos, deixar de se preocupar apenas com legados estruturais, como estádios, pontes e meios de transporte no país, pois isto é quase nada perto da grandeza dos benefícios que poderia trazer o investimento na educação e disciplina esportivas.

Receber bem delegações internacionais e nacionais, oferecendo conforto e segurança aos participantes durante os quinze dias de Jogos Olímpicos é nosso dever, já que fomos escolhidos para sediar a disputa, mas é bom lembrar nossos governantes que no esporte só quebraremos recordes, venceremos competições e subiremos no pódio se investirmos na principal peça em questão: o atleta.

Esporte também é educação, qualidade de vida e saúde. Por isso, conduzir a tocha olímpica para mim é renovar a esperança de viver em um país que valorize todos os esportes.
*Peterson Foca Lima é professor de educação física, ultramaratonista e dono da assessoria Esportiva “Foca And Friends”

 

e-mail: focaeventos@outlook.com ou 11- 2548-9843





FAÇA PARTE DA EQUIPE FOCA AND FRIENDS ! 






sistema de chat

Conquiste sua saúde, qualidade de vida e muitos amigos com a FOCA AND FRIENDS.